Acne na Adolescência Tratamento

A acne pode ser tratada com Peeling Químico de Ácido Retinóico, Antibiótico Oral ou Tópico, além dos cuidados como: limpeza de pele, uso de sabonete apropriado para pele oleosa, lavar o rosto no máximo 2 vezes ao dia..

Acne na Adolescência Tratamento: A acne é uma doença de pele bastante frequente que acomete cerca de 80% dos adolescentes, entre os 11 e 20 anos de idade. Os hormônios sexuais, que começam a ser produzidos na puberdade, são os principais responsáveis pelas alterações da pele, que se torna oleosa, com cravos, espinhas, nódulos e cicatrizes. A acne aparece principalmente na face, mas também nas costas, ombros e peito. 

O mecanismo pelo qual a acne ocorre envolve quatro pontos principais: aumento da secreção sebácea; obstrução dos poros; proliferação bacteriana; e inflamação.

Há diferentes tipos de Acne?

A acne pode ser classificada em não inflamatória ou grau I (quando predominam os cravos) e acne inflamatória, quando começam as lesões mais avermelhadas e com formação de pus, nódulos e cicatrizes, que podem ser classificadas em graus II, III e IV, dependendo da gravidade do quadro. O controle da acne é recomendado não só por razões estéticas (melhora da aparência geral), como também para preservar a saúde psíquica do adolescente e prevenir as cicatrizes (marcas da acne) difíceis de corrigir na idade adulta.

Acne na Adolescência Tratamento: Por que a Acne aparece?

É importante lembrar que existem situações que podem piorar a acne, como a utilização de medicamentos (anticonvulsivantes, corticosteroides, lítio, algumas pílulas anticoncepcionais, vitamina B12), anabolizantes e determinados cosméticos. Note-se ainda que a acne pode ser indicativa de alguma alteração hormonal (síndrome dos ovários policísticos, hiperplasia de suprarrenal, puberdade precoce, etc.). Por isso, o tratamento deve ser acompanhado por um médico, que terá as condições de escolher adequadamente a medicação para cada caso, e investigar se julgar necessário.

Como prevenir a Acne?

Primeiro, lavar o rosto apenas duas vezes ao dia com produtos específicos. Lavar mais vezes pode irritar a pele ou deixá-la mais oleosa, porque o seu corpo entende que, quanto mais se lava, mais oleosidade ele deve produzir. Evitar o hábito de beliscar as espinhas (acne), pois isso pode deixar marcas permanentes. Finalmente, sempre utilizar filtro solar e maquiagens adequadas para pele oleosa. Em caso de dúvidas, procure um médico para ter a melhor orientação para prevenir e tratar o problema. 

Acne na Adolescência Tratamento: Limpeza de Pele ajudar evitar a Acne!

A limpeza de pele sendo realizada uma vez por mês ajudará a manter sua pele limpa, sem cravos prevenindo algum cravo que possa inflamar e se tornar uma acne devido a proliferação de bactérias.

A alimentação influencia no aparecimento da acne?

Depende. A acne é muito mais influenciada pelas alterações hormonais do que pela alimentação. Existem estudos que mostram que determinadas dietas podem piorar a acne, mas dietas restritivas também não parecem ser benéficas. Conclusão: cada caso deve ser analisado isoladamente e uma alimentação saudável e balanceada é encorajada. Ou seja, comer um chocolate de vez em quando está liberado, sem exageros.

O estresse e as oscilações hormonais contribuem para o aumento da acne?

Sim. Quando estamos estressados, produzimos maior quantidade de cortisol e este hormônio pode agravar a acne. Por exemplo, no período pré-menstrual, quando ocorre maior oscilação hormonal (às vezes também no meio do ciclo) é comum as adolescentes reclamarem que, além da TPM (tensão pré-menstrual), aparecem mais espinhas.

Acne na Adolescência Tratamento: Indicações de Tratamentos

Retinoides tópicos para acne

Os retinoides são químicos derivados da vitamina A, que agem ligando-se a receptores na pele, estimulando a renovação das células da epiderme, reduzindo a produção de sebo (oleosidade) e ajudando a expulsar e inibir a formação de novos comedões.

Entre os retinoides tópicos (para passar na pele) podemos citar o ácido retinoico (também chamado de tretinoína), adapaleno e o tazaroteno. Os retinoides podem também ser encontrados em associações com antibióticos, como nos casos da tretinoína + clindamicina ou adapaleno + peróxido de benzoíla.

Os retinoides são indicados para o tratamento da acne não inflamatória (somente cravos) e para acne inflamatória (cravos e espinhas). Em geral, é o primeiro tratamento prescrito para a maioria dos pacientes.

Os cremes com retinoides devem ser administrados uma vez por dia, geralmente à noite, em camada fina, não só individualmente em cada espinha, mas por toda a área sujeita a formação de acne. Idealmente, a pele deve ser lavada 30 minutos antes. Na hora da aplicação, a pele deve estar completamente seca.

O tratamento deve durar, no mínimo, 3 meses. Antes deste período não é possível avaliar a eficácia dos retinoides.

Antibióticos tópicos contra acne

O uso de antibióticos tópicos é indicado nos casos de acne inflamatória, ou seja, com cravos e espinhas, de leve a moderada gravidade. A prescrição de antibióticos tem como objetivo reduzir a população da bactéria Propionibacterium acnes, que é responsável pelo processo inflamatório que dá origem à espinha.

Os antibióticos tópicos mais usados são o peróxido de benzoíla, clindamicina, eritromicina ou ácido azeláico.

Peróxido de benzoíla 

O peróxido de benzoíla é um dos antibióticos tópicos mais prescritos, pois, além da sua atividade contra o Propionibacterium acnes, ele também acaba com os cravos, inibindo os comedões.

A associação do peróxido de benzoíla com o retinoide adapaleno apresenta bons resultados e é mais efetiva do que ambas as drogas isoladamente.

Eritromicina ou clindamicina

A eritromicina e a clindamicina são dois antibióticos com ação contra a bactéria Propionibacterium acnes.

Habitualmente, não se indica o uso isolado destes antibióticos, sendo a associação com o peróxido de benzoíla ou um retinoide mais efetiva.

Antibióticos orais contra acne

Os antibióticos em comprimido são indicados para o tratamento da acne moderada a grave. Nos pacientes com acne no tronco, o uso de antibióticos tópicos pode ser mais difícil devido à extensa superfície que os cremes, géis ou loções devem ser aplicados. Em alguns destes casos é mais confortável o uso de antibióticos por via oral.

Os antibióticos mais usados são as tetraciclinas (tetraciclina, minociclina e doxiciclina) ou os macrolídios (azitromicina e eritromicina).

Tratamento Hormonal contra Acne

Nas mulheres com acne, os androgênios (hormônios masculinos) costumam desempenhar importante papel na produção de oleosidade e no desenvolvimento da acne.

Em algumas mulheres, medicamentos antiandrogênicos são necessários para um boa resposta ao tratamento da acne. Uma situação comum é o caso da síndrome dos ovários policístico. Todavia, nem todas as mulheres com acne de difícil tratamento apresenta níveis elevados de androgênio, muitas têm apenas uma maior sensibilidade aos hormônios masculinos, fazendo com que a pele responda de forma exagerada a níveis normais de androgênio.

Os medicamentos antiandrogênico podem ser usados para as mulheres com pele muito oleosa, excesso de pelos pelo corpo, irregularidade menstrual, acne de início tardio (após os 25 anos) ou nos casos que não respondem aos outros tratamentos.

Os dois medicamentos com ação anti-androgênica mais utilizados para tratar a acne são a espironolactona e a pílula anticoncepcional.

Espironolactona para acne

A espironolactona é um diurético fraco que possui ação antiandrogênica. Em geral, a espironolactona costuma ser indicada para mulheres com acne moderada a grave, que não respondem aos tratamentos convencionais e preferem evitar a isotretinoína oral (roacutan®).

A dose habitualmente prescrita é de 50 a 100 mg por dia por, pelo menos, 12 semanas.

O principal efeito colateral é o aumento do potássio sanguíneo, que pode levar a arritmias cardíacas. Em pessoas saudáveis, esse efeito é pouco comum, mas se o paciente toma medicamentos contra a pressão arterial, como ARA-II ou inibidores da ECA, é diabético ou tem insuficiência renal, a espironolactona deve ser administrada com maior cuidado.

Isotretinoína (Roacutan®)

A isotretinoína, mais conhecida pela marca Roacutan®, é um retinoide que pode ser usado por via oral, sendo indicada para o tratamento dos casos de acne grave ou de difícil tratamento.

A isotretinoína age diretamente nas causas da acne, provocando contração das glândulas sebáceas e redução da produção de oleosidade pela pele.

O tratamento com Roacutan® costuma durar, pelo menos, 20 semanas, e a resposta costuma ser excelente na maioria dos casos.

Os efeitos colaterais são o maior problema da isotretinoína, sendo a secura dos lábios, cabelos, pele e olhos efeitos adversos muito comuns, que ocorrem com praticamente todos os pacientes.

Melhor Tratamento para Acne

O Ácido retinóico, também conhecido o Tretinoína, é uma substância derivada da Vitamina A, que é muito utilizada devido a seus efeitos para reduzir manchas, suavizar rugas e tratar a acne. Esse peeling químico possui propriedades capazes de melhorar a qualidade do colágeno, aumentar a firmeza, diminuir a oleosidade e melhorar a cicatrização da pele.

Peeling Químico de Ácido Retinóico: Para que Serve?

Suas principais funções variam de acordo com a forma e concentração, mas de modo geral o Ácido Retinóico serve para: Tratar Acne Ativa, Clarear as Manchas Faciais como: Melasma, Manchas de Acne e Sol, Tratar Acne Ativa, diminuir a aparência dos poros,  tratamento dos sinais de envelhecimento da pele e controle da oleosidade,  ou seja essa substância é capaz de estimular a formação de colágeno “novo” na pele, melhorando a textura, poros, linhas finas e hiperpigmentação.

Como pode ser Usado?

ácido retinóico pode ser de uso domiciliar (em casa) ou aplicação em consultório na forma de peeling químico. As concentrações para uso em casa e aplicação no consultório variam e devem sempre ser acompanhadas. A frequência de uso e a quantidade são individualizadas.

Qualquer pessoa pode usar Ácido Retinóico?

O ácido retinóico é contraindicado para menores de 12 anos, grávidas, mães durante o aleitamento e pessoas com hipersensibilidade.

Tratamento da Acne com Peeling Químico de Ácido Retinóico

tratamento da acne com ácido retinóico ajuda a amenizar os problemas com excesso de oleosidade da pele. Porém é considerado complementar aos demais tratamento dermatológicos.  No caso da acne, acontece o entupimento dos poros da pele. Esse é o mecanismo fisiológico que leva ao surgimento dos comedões (cravos) e espinhas.

O principal fator do entupimento dos poros é a anomalia do processo de queratinização da pele. Ou seja, os poros sofrem com excesso de queratina nas paredes internas e os poros se fecham.  

Com a utilização recomendada do ácido o processo de queratinização dentro dos poros volta ao normal. Isso evita o surgimento de novas lesões de acne, a textura da pele melhora. 

Peeling Químico

O Peeling químico é um procedimento estético para pele a base de ácido, o peeling ajuda a promover a descamação da pele e de camadas danificadas. Assim é possível o crescimento de uma nova camada de pele lisa, mais elástica e mais suave ( processo de renovação celular).  

O peeling é feito com ácido retinóico nos casos de: 

  • Melasma 
  • Manchas escuras na pele 
  • Acne  
  • Oleosidade 
  • Rugas finas 

O ácido retinóico causa reações na pele? 

Sim, o ácido pode deixar a pele irritada, vermelha, causar coceira, ardência e descamação.

É importante usar protetor solar durante todo o tratamento com ácido, pois a pele fica mais sensível ao sol. O fator solar indicado para o paciente se expor ao sol é de no mínimo 30 FPS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Em que posso ajudar?
Fit Body Estética agradece seu contato. Em que posso te ajudar? Qual seu nome e sobrenome para adicionar e te passar as informações?